2016

Seu paciente está séptico mais uma vez nesse internamento e com disfunções orgânicas, apesar do tratamento otimizado segundo as diretrizes do protocolo de sepse, não melhora nem piora, mas permanece […]

O ROTEM® pode parecer uma verdadeira “sopa de letrinhas” mas fica fácil de memorizar quando se entende o método do teste por etapas sequenciais. Atualmente a coagulação é explicada pela […]

Antes do advento do USG para punção venosa central, qualquer punção realizada próxima à clavícula era rotulada de punção na veia subclávia. Alguns puncionam mais próximo do esterno, outros no […]

O coágulo possui viscosidade e elasticidade que são propriedades dependentes da velocidade de formação do coágulo, da firmeza do conteúdo (componentes celulares, fatores de coagulação e fibrina) e da velocidade […]

Anteriormente falamos sobre a origem do Gap de CO2, as aplicações clínicas e os motivos de tanta confusão na extrapolação do significado deste marcador. Depois do que foi explicado, entendemos que […]

Punção guiada da VJI

Essas imagens mostram em corte transversal e longitudinal da veia jugular interna, a visualização da agulha comprimindo a parede anterior da VJI, o fio guia em parte dentro da agulha e o restante dentro da veia, e um pouco da progressão do fio guia em direção à veia braquicefálica. Um dos vídeos mostra ainda um achado anatômico interessante no encontro das veias jugular interna e subclávia.

 

 

Esse é um tema que surgiu recentemente em terapia intensiva, comparativamente com outros marcadores, e vem caindo em desuso tão rapidamente quanto surgiu. Alguns entendem e aplicam na prática clínica, […]